19 de nov de 2015

Ninfa

Quão suave e delicada é tua pele,
Nos teus lábios o sublime amar.
Ofegante, fico frente aos teus tênues olhos,
Vibra meu corpo querendo te beijar.

Tua cintura fina, pequena;
Quão aprazível teu respirar,
Que quando bate em minhas narinas
Me renova, faz flutuar.

Oh, querida! Quem dera eu as escondidas
Sempre contigo se encontrar,
É uma aventura que me aquece o corpo,
Me treme as pernas, faz frio na barriga,
E me faz mais por ti se apaixonar.

-Josyallenn Tavares
Share:

0 comentários: