15 de abr de 2016

SONETO DE DESPEDIDA

Não vá me esquecer,
Me denegrir, expulsar de você.
Não vá me quebrar,
Partir, destroçar...
Não vá gritar,
Chorar, espernear.
Não chorarei,
Nem ao menos me cortar;
Não morrerei.
Vou tentar aguentar...
Vou guardar os segredos,
Seus desejos e medos.
Vou ficar,
Não vou mudar.
(Espero que você também não).
Vou me divertir, sair.
Você vai brincar, curtir,
Mas não vá esquecer de mim;
Eu não vou.
Quando percebermos,
O tempo passou, tudo se apagou,
O vento levou
Da mesma forma como ficou,
Ali, onde o amor um dia morou.

-Josyallenn Tavares

Share:

0 comentários: