10 de jun de 2015

Desejo Oral

Como se nada mais faltasse,
Me pegaste nesse empasse.
Num nascer de sol qualquer,
Vi que eras a mais bela mulher
Na qual deixou que meus olhos, em ti focassem.

O teu corpo analisei.
Descendo, então logo parei,
Percebi que me encantei.
Parece uma coisa meio louca,
Mas vi meu desejo estampado na sua boca.

Imaginei mil sensações,
Me vi num mar de emoções.
Como vários motores em propulsões,
Acelerou meu coração,
Me vi preso em tua mão,
Mas na boca, em negações.

O som estralado da tua língua,
Fez-me nascer então uma míngua.
A vontade de tê-la entre a minha,
Foi tão grande, e eu já sabia
Que um dia, quem diria que estarei a te provar.

Mas se o dia não chegar,
Mesmo assim tu já saberá,
Que aquela boca que eu olhava
Te fitava e disfarçava
Eu desejei morder, beijar.

-Josyallenn Tavares

Share: