25 de jun de 2014

Quem Sabe, Eu

Ontem, pela noite, me perdi.
Entre passos e choros,
Entre versos e coros,
Fiquei uma noite sem ti.

E na esperança de te encontrar
Encontrei-me dentro de mim,
Gritei, não consegui fugir,
Tentava parar de pensar.

Vi-me só novamente,
Com a brasa me aquecendo,
O frio me entorpecendo,
E com aquela saudade
Que só sabe quem sente.

Ontem me perdi sem saber por quê
Mas depois me achei,
E tudo de mais eu deixei
Só pra poder te encontrar,
E nos teus braços estar.
A cabeça baixei,
Fingi que não senti,
E um sorriso eu dei.

Ontem encontrei meu medo,
Hoje eu só vejo coragem.
Destruí toda maldade,
Dia à dia matando meu desejo,
Cada vez mais pensando no teu beijo
E fugir contigo da cidade.

Hoje sou paz; Calmaria.
Ontem fui só preocupação, sem alegria.
A chuva que o vento levou,
A lágrima que tua mão secou,
A palavra que nunca se falou.

Ontem, eu era só eu.
O meu pensamento? Só meu.
Hoje sou forte, sincero,
Às vezes até singelo,
Quem sabe de ti, Julieta,
Seja eu "Gnomeu",
Quem sabe talvez não saiba de nada,
Quem sabe amanhã eu seja teu.
-Josyallenn Tavares


Share:

0 comentários: