29 de ago de 2012

Deixo

O Pão se parte em dois,
A laranja se parte em dois,
A saudade...?
Fico com ela para mim mesmo
Deixo que ela me consuma,
Que não me faça acordar,
Deixo o beijo em sua nuca
Para que possa ou não, lembrar...
Deixo a porta e bato
Deito em minha cama e mato,
Deixo que me deixe sozinho,
Para que dessa metade,
Eu venha seguir o meu caminho.

Share:

0 comentários: