5 de nov de 2012

Poema Destinado À Ti

Sinto-me assim, só
Mesmo sabendo que te tenho
Mesmo sabendo que não chorarei

Mesmo sabendo pelo que passei
Mesmo sabendo a pessoa que hoje sou
A pessoa que no passado chorou
A pessoa que no presente te amou
A pessoa que no futuro... o futuro...
Não sei nem se assim tenho futuro,
Não sei totalmente sobre mim
Sei apenas sobre nós
Sei o que acontece quando estamos à sós
Sei o que você pensa quando eu me vou
...
O corpo treme, a lingua; engolida.
A saliva seca, a boca nervosa
Derepente a dor no peito
Então me econtro deitado em meu leito
Às 6 horas da manhã, sem você
Sem poder te dizer,
O que ontem não consegui falar
Que te amo, e te amo mais ainda
Sei que é pouco...
Mas façamos então, desse pouco
O muito que nos resta
Façamos então uma festa
Deixemos que os amigos nos vejam felizes
Deixemos que nossos filhos possam nascer,
Deixemos que o sangue flua em nosso corpo
Para assim, não parar de bater
O coração, que sem querer
Apenas quer te ter.

Share:

0 comentários: